Pesquisar este blog

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010


Eu, minha sombra e o vento

Caminhando na praia
seguindo os passos de quem já dormiu ali
seguindo os mesmos passos
de quando já não conseguia dormir

a solução da minha solidão
meu isolamento
olhar o mar
jogar as frustrações ao vento

os riscos da maré
as marcas do vento no mar
as ondas que não se quebraram
o redemoinho a girar

as tantas marcas de pés
cada um para um destino diferente
caminho eu e minha sombra
porque minha sombra não mente

quem posso confiar
pra caminhar ao meu lado
apenas a sombra
tudo é arriscado

Deus não caminha comigo
eu caminho com ele
na minha frente ele vai
vou acompanhando os passos dele

E o vento bate na minha cara
traz como sempre nenhuma palavra
minha conversa interna
meu silencio se propaga

Um comentário: