Pesquisar este blog

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

última vida


Quantas vidas já existiram
um primeiro suspiro
o último olhar
o primeiro colo
o último abraço,
o primeiro amor
o ultimo beijo

Quantas já viveram tudo isso;
o primeiro passo
o último risco
a primeira facada
o último rancor
a primeira solidão
a última esperança

Quantas lamentam não viver
os primeiros momentos marcantes
os últimos momentos felizes
a primeira música
a última sonata
o primeiro romance
a última paixão

até que a morte nos separe
até que a vida nos una,
até que as brigas nos distancie
até que o perdão,
há o perdão...

A vida,que grande presente é esse
que tantos já receberam
misterioso e diferente
a cada um,
uns eternos,outros em segundos
usufruíram o primeiro suspiro
o último olhar,
No tempo e espaço.

Sem sentido então?
Não,depois de tantos erros
e vitórias
não mais choram
apenas aprendem a viver
até o último dos últimos
como este que escrevo;
vida após vida
só mais uma vida.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Sempre

o tempo vai mostrar
como foi bom sorrir
mas como foi ótimo também chorar

e quando eu esquecer
quando estiver perdida no espaço
tudo me fará lembrar
do amor que unia este laço

e mesmo que o tempo mude
e que o amor não esteja mais tão profundo
lembremos que o passado exigiu garra e atitude
para abrir as portas para o mundo

e mesmo que não adiante em nada se lamentar
e que o castelo ameace a desabar
vou guardá-los para sempre
serei a delatora de nossos dramas e contos de fada

Dedico aos meus amigos e digo que vou sentir muita saudade dos momentos que passamos.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Lembranças

O amor sincero daquele momento
de boemia festa colorida
puro,feliz
feliz o amor;

sem preocupação de alheios,
sendo o que somos,
verdadeiros,sem anseios
Crianças brincando de amar ;

correndo sem pensar
gritando para todos:
estou aqui!Me abracem,
me chameguem,
me erga até o forro
me torne o seu conforto,

que não terá fim naquele instante
e eterno nas lembranças
de quem soube viver.

a quem plante o que ira colher
se sua vida esta uma merda é culpa sua
não plante merda