Pesquisar este blog

sábado, 30 de outubro de 2010

Deitado na areia


Na praia deserta,
em um dia de inverno
já desce a lua incerta
e sobre o vento em minha alma
uma paz me abraça
uma brisa me acalma
como que,se Deus estivesse a me observar
e deito na areia para o ceu olhar
gaivotas a caminho
e não penso em mais nada
só o barulho do mar
medito em prazer
sou rio sozinho
vivo a vida como se não há de acabar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário